Palestras da SENIOR sobre SPDA – Impacto da Descarga Elétrica Atmosférica / Detecção e Proteção

16 de outubro de 2018 - 5 minutes read

A SENIOR acaba de palestrar em dois eventos do setor elétrico brasileiros. Um deles foi a CINASE – IX CIRCUITO NACIONAL DO SETOR ELÉTRICO.

Com estimativa de aproximadamente 1.000 pessoas, aconteceu a CINASE de São Paulo, uma edição especial do grande evento itinerante que rodou Fortaleza, Canoas, São Paulo e Rio de Janeiro. Estavam presentes engenheiros, técnicos e tecnólogos do Brasil, além de patrocinadores, na edição de São Paulo, que tinha o lema uma viagem pelas instalações elétricas” com duas salas de palestras simultâneas. Foram discutidos temas como: Distribuição de energia, painéis de baixa e média tensão, subestações de energia, qualidade de energia, solar fotovoltaica, instalações elétricas de baixa tensão, iluminação, proteção e aterramento.

A SENIOR ministrou duas palestras através dos engenheiros Alex Muzzi da SENIOR e Manuel Antônio, da Aplicaciones Tecnológicas:

A palestra DAT CONTROLER REMOTE: COMPLEMENTO AO SPDA DA ABNT NBR5419 PARA PROVER CAMINHO PREFERENCIAL DE IMPACTO DA DESCARGA ATMOSFÉRICA abordou o conceito e os usos do novo equipamento do portfólio da SENIOR.

“É um para-raios com dispositivo de antecipação, conhecido também pela abreviatura PDA ou pelo nome de para-raios ionizante, que forma um sistema de proteção externa contra o impacto das descargas atmosféricas, de alta tecnologia. Este para-raios tipo PDA também é conhecido como para-raios ativo.

Emite um lider (traçador) ascendente continuo antes de qualquer outro objeto dentro do seu raio de proteção.

Seu funcionamento é monitorado continuamente, à distância, o que permite intervenção rápida para restauração da proteção.”

Ainda, foram apresentados os motivos de uso:

“O principal motivo para utilizar o PDI consiste no fato de que nas instalações com Gaiola de Faraday existe um espaço, no seu interior, onde, segundo o método das esferas rolantes, o raio pode ainda atingir e causar danos na edificação.”

E onde utilizar:

“Pode ser utilizado como complemento ao SPDA convencional em qualquer edificação; a sua aplicação é especialmente recomendada em áreas sujeitas a explosões e incêndios, como na produção, armazenamento e manuseio de combustíveis, de líquidos, gases, produtos inflamáveis e explosivos, em geral.”

A segunda palestra foi intitulada SISTEMA INTELIGENTE PARA DETECÇÃO E ALERTA DE TEMPESTADES ELÉTRICAS. A SENIOR apresentou o produto AT-STORM: PROTEÇÃO PREVENTIVA CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS.

Foi apresentado o problema a ser solucionado por ele:

“As estatísticas mundiais definem o Brasil como um dos países com maior índice de raios por ano, comparado com outros países como EUA, Austrália ou China.”

As especificidades da NORMA IEC 62793:2016:

“A Norma IEC distingue 4 fases na evolução de uma tempestade e classifica os detetores segundo a fase de da tempestade e o tipo de descargas que podem medir. Ter em conta as fases é vital na hora de selecionar um sistema de aviso de tempestade. 0 – Bom Tempo 1 – Fase Inicial 2 – Fase de Crescimento 3 – Fase Madura 4 – Fase de Dissipação”

E as vantagens do produto:

“Capaz de detetar todas as fases da tempestade, desde da inicial à de dissipação; Determina a distância das descargas produzidas; Não necessita manutenção; 20 km Classe I + 40 km em Classe II; Conectividade autónoma mediante GPRS; Monitorização online através da ATSTORM WEB; Serviços de alarme: sms, email, chamada automática.”

Além das palestras, o local ainda trouxe uma área de exposição onde a SENIOR apresentou, em conjunto com sua parceira Aplicaciones Tecnológicas, seus produtos e serviços para o público presente.

Caso você esteja interessado em conferir a apresentação completa, você pode solicitar por aqui:

ENTRE EM CONTATO