Área Classificada pela Possibilidade de Atmosfera Explosiva

19 de Abril de 2018 - 8 minutes read

 

Caso de sucesso na classificação de áreas explosivas para empresa de siderurgia

1 – Importância GERAL dos Serviços Executados

atmosfera explosivaA classificação de áreas é uma tarefa de extrema importância para a segurança das indústrias contemporâneas. Conforme contido no glossário da NR 10, uma área classificada é o local com potencialidade de ocorrência de uma atmosfera explosiva. Os clientes da SENIOR têm relatado o prejuízo e o perigo por eles enfrentados quando procedimentos preventivos nessas regiões não são aplicados. Ainda assim, muitas empresas não têm entendido o significado da classificação de área explosiva ou dispensam este serviço por não entenderem suas instalações elétricas como áreas passíveis deste tipo de verificação.

Pouco se sabe que os locais classificados, na verdade, não são áreas comumente consideradas perigosas e têm apenas a mera possibilidade de explosão. Este é um serviço realizado em fontes fugitivas, ou seja, em condições normais de operação. Logo, a classificação não deve ser adiada para um momento de condições adversas de periculosidade na operação das fábricas.

Neste cenário, estudos para regulamentar a segurança e especificar os equipamentos utilizados podem fazer toda a diferença para manter a estabilidade e a organização da empresa, atendendo às Normas Regulamentadoras oficiais de garantia à segurança do trabalho: Normas ABNT NBR IEC 60079 e 61241.

 

2 – Descrição dos serviços

No presente caso, tratando-se de um cliente do segmento de siderurgia, tendo sido realizado em Minas Gerais o estudo de classificação de áreas explosivas em uma usina de produtos inflamáveis de combustíveis. Uma vez que a classificação de áreas não se restringe apenas à elaboração de desenhos indicando volumes de risco, se faz necessária a tomada de medidas adicionais durante a vida útil da instalação. Neste sentido, a partir de treinamentos que foram ministrados pela SENIOR, os funcionários do cliente receberam as informações de como deve ser feito o gerenciamento dos riscos existentes em áreas classificadas e como trabalhar com especialidades em equipamentos. Os serviços prestados incluíram:

classificação de área explosiva

  1. Realização de avaliações com estabelecimento de dimensões e limites físicos das regiões, onde existe a probabilidade de ocorrências de misturas na forma de gás, vapor, poeira, fibras ou partículas em suspensão, potencialmente explosivas, estudo este denominado Estudo de Classificação de Áreas;
  2. Apresentação das razões e ou justificativas técnicas em relatório específico e cálculos para a classificação de todas as áreas, referenciando cada uma com a respectiva norma técnica e norma legal;
  3. Estudo de Classificação de Áreas em atendimento aos requisitos legais definidos nas Normas Regulamentadoras NR 10 (Instalações e Serviços em Eletricidade) e NR 20 (Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis), de modo a proporcionar maior segurança às pessoas e ao patrimônio;
  4. Desenhos de classificação que mostram as Áreas Classificadas definidas durante o estudo classificação, de modo a identificar claramente os limites, extensões e a localização dos volumes sujeitos à presença de risco potencial de explosão. Estes desenhos devem apresentar também as zonas de classificação, os grupos de gases, vapores, poeiras, fibras ou partículas em suspensão presentes, bem como a classe de temperatura dos produtos ou valor da temperatura em camadas e nuvem no caso poeiras, fibras ou partículas em suspensão;
  5. Após a avaliação dos locais classificados e identificação dos limites e extensões dos volumes sujeitos à presença de risco potencial de explosão, inspeção nos equipamentos elétricos ali instalados;
  6. Relatório com os resultados das inspeções dos equipamentos e instalações elétricas nas Áreas Classificadas e suas extensões, relatando e identificando as não conformidades encontradas, conforme os requisitos estabelecidos pela NBR IEC 60079-17;
  7. Apresentar Plano de ação em nível gerencial em função das evidências apresentadas no relatório de inspeção dos equipamentos e instalações elétricas na área classificada;
  8. Corpo técnico com expertise em Classificação de Áreas;
  9. Documentos emitidos em atendimento aos critérios já estabelecidos na Gerência da Redução para o atendimento ao MTE (Ministério do trabalho e emprego);
  10. Previsão de treinamentos de integração;
  11. Previsão de treinamentos de trabalho em altura;
  12. Previsão da utilização de todos EPI’s necessários para a realização das atividades em campo e especiais (Carboximetro individual, uniforme antichama, balaclava antichama, máscara especial);

 

3 – Impacto para a EMPRESA ATENDIDA do Serviço (resultados/ganhos)

A partir de um detalhamento meticuloso elaborado pela SENIOR em relação às instalações, o cliente pôde estar ciente das áreas de risco da usina e atentar para as devidas medidas de adequação. Muito embora as recomendações da SENIOR não tivessem sido ainda implantadas, viu sua necessidade com o surgimento de adversidades causadas pelos perigos dessas áreas. A unidade industrial foi completamente classificada e o cliente se mantém em contato com a SENIOR para elaboração de planos de ação para adequação de suas instalações e para treinar seus funcionários.

 

4 – Conclusão

Áreas classificadas, ao contrário do que pode parecer, oferecem riscos reais e perigosos, e o estudo de classificação traz com ele grande relevância. Mais uma vez, os trabalhos foram desenvolvidos com eficácia e qualidade, ganhando a confiança do cliente nos diversos serviços efetuados. A SENIOR realiza desde treinamentos para capacitar os profissionais de áreas classificadas até o estudo e a consultoria técnica que as empresas necessitam, a exemplo das inspeções periódicas, emissão dos relatórios técnicos conclusivos, elaboração de planos de ação e projetos de adequação e especificação dos equipamentos requeridos.

ENTRE EM CONTATO

Tags: , ,